Contabilidade e gestão empresarial em um momento de crise

Declaração do IR 2020: o que você precisa saber para entregar
Declaração do IR 2020: o que você precisa saber para entregar
13 de março de 2020
Escrituração Contábil: saiba o que é e qual a sua importância
Escrituração Contábil: saiba o que é e qual a sua importância
5 de maio de 2020
Contabilidade e gestão empresarial em um momento de crise

A contabilidade é um dos elementos mais importantes para a gestão de uma empresa, garantindo informações úteis para a o gerenciamento empresarial e administração, principalmente em um momento de crise como a que estamos passando por conta do coronavírus. 

Nessa crise, é importante que os empreendedores enxerguem no escritório de contabilidade um parceiro de consultoria financeira. Esse tipo de profissional pode fornecer informações valiosas e respostas concretas sobre os rumos que a empresa deve tomar. 

Nesse momento de alterações de prazos de obrigações acessórias o contador se faz ainda mais necessário para garantir o cumprimento de todas, além de auxiliar o empresário a reduzir custos. 

Confira quais as ações estão sendo tomadas que envolvem a gestão empresarial e contabilidade das empresas:

Medidas de apoio aos empresários nesse momento de crise 

Cobranças adiadas para empresas

Para evitar que empresas fechem ou demitam funcionários em meio à crise, o governo dará um prazo maior em algumas cobranças:

  • Adiamento por três meses no pagamento do FGTS pelas empresas;
  • Adiamento por três meses no pagamento da parte da União no Simples Nacional. As empresas terão de pagar o imposto devido até o fim de 2020; 

Desconto no Sistema S

Por três meses, empresas terão redução de 50% nas contribuições do Sistema S (conjunto de instituições de interesse de categorias profissionais, como Sesc, Sesi, Senac e Senai).

Crédito para micro e pequenas empresas

Governo deve liberar cerca de R$ 5 bilhões do Fundo de Amparo ao Trabalhador em forma de crédito para micro e pequenas empresas.

Negociação de dívidas

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou duas medidas para facilitar a renegociação de dívidas. A primeira delas é voltada a empresas e famílias consideradas boas pagadoras, com o objetivo de permitir ajustes no fluxo de caixa.

Em outra medida, o governo ampliou a folga de capital do sistema financeiro nacional em R$ 56 bilhões, o que permite que a capacidade de crédito seja elevada em R$ 637 bilhões. De acordo com o BC, a medida expande a capacidade de utilização de capital dos bancos para que eles tenham melhores condições para negociar e oferecer empréstimos.

O governo anunciou a dispensa de documentação (CND) para renegociação de crédito e a facilitação do desembaraço de matérias-primas industriais importadas antes do desembarque.

Se você ainda não tem um bom escritório de contabilidade ao seu lado, talvez seja o momento de investir nesse serviço essencial para o seu negócio. Clique aqui e fale com os especialistas da Elicar Contabilidade.

WhatsApp Olá, tire suas dúvidas por aqui!